fundo parallax

Seja mais generoso com o Senhor.

E46T02 – Como os padres herdaram o poder de perdoar os pecados?
13 de novembro de 2017
Não restará nem as ruínas, somente o pó
13 de novembro de 2017
 


Seja mais generoso com o Senhor.

Ah, se um de nossos irmãos pseudoevangélicos, ou melhor, se um de seus pastores protestantes neopentecostais, adeptos da teologia da prosperidade ouvisse essa frase de padre Pio, diria: tá vendo? Até o padre está mandando ser generoso com Deus. Até o padre está dizendo pra pagar o dízimo, pra fazer uma oferta generosa, pra abrir a mão e doar tudo o que tem para a Igreja. Mas isso, claro, porque este povo só pensa em dinheiro, só fala em dinheiro, vive em função do dinheiro. Fundam pseudoigrejas com a intenção de faturar, de lucrar, de subir na vida, de se dar bem, de explorar a fé do povo que já sofre tanto. O povo que já não tem mais a quem recorrer a não ser a Deus e aí chega à igreja e querem tirar o pouco que ele ainda tem. E claro que não é sobre isso que padre Pio está falando, ao falar em generosidade, em ser generoso, padre Pio está falando de amor, de caridade.

Mas até dentro da Igreja católica, ouvimos padres que estão a frente de comunidades, existem várias por aí e eu nem preciso citar os nomes, que passam a pregação inteirinha falando em dinheiro. Que a obra precisa, que você pode ser um missionário colaborando, sendo generoso e eu não vou discutir isso aqui. Claro que a Igreja precisa de ajuda sim, mas o pobre precisa muito mais. Entre dar um dinheiro para determinada comunidade construir um centro de eventos e dar uma cesta básica para uma família pobre, o que você acha que agrada mais a Deus? Foi Jesus mesmo que disse no evangelho escrito por Mateus, capítulo vinte e cinco, versículos quarenta e dois e seguintes: “estive nu e não me vestistes, estive com fome e não me destes de comer, com sede e não me destes de beber. E quando lhe perguntaram, mestre, quando foi que te vimos nu e não te vestimos, com fome e não te demos de comer, com sede e não te demos de beber?, Jesus respondeu: quando deixastes de fazer isso a estes pequeninos”. E não adianta você argumentar dizendo: Senhor eu não ajudei o pobre, mas eu dei todo o meu dinheiro para o pastor. Jesus vai te dizer: hipócrita! Você deu o dinheiro para o pastor porque você acreditava que contribuindo para a obra dele, você seria abençoado, você prosperaria, não é mesmo?

Dízimo dentro da Igreja Católica não existe! Não me venha com essa de pastoral do dízimo! Dízimo é dez por cento e nenhum católico é obrigado a dar dez por cento de seu salário para a Igreja. O quinto mandamento da Igreja diz: “Ajudar a Igreja em suas necessidades”. Este mandamento recorda aos fiéis que devem ir ao encontro das necessidades materiais da Igreja, cada um conforme as próprias possibilidades. Então não convém falar em dízimo. Dízimo era uma prática do antigo testamento. Uma prática do povo judeu e não do povo da nova e eterna aliança em Jesus Cristo. Mudem o nome da pastoral pelo amor de Deus! Mas os pastores pseudoevangélicos vão além disso com suas campanhas e correntes pedindo cada vez mais dinheiro para o povo.

Mostrem-me onde Jesus aparece pedindo dinheiro ao povo? Jesus foi o único que verdadeiramente fundou uma Igreja: “Tu és Pedro e sobre essa pedra eu edificarei a minha Igreja”, como podemos conferir no evangelho escrito por Mateus, capítulo dezesseis, versículo dezoito. Os demais, homens comuns como eu e você, fundaram comunidades eclesiais. Insistem em chamar de Igreja, mas Igreja só existe uma, aquela fundada por nosso Senhor: A Igreja Católica. Se Jesus nunca pediu dinheiro, pelo contrário, Ele disse no evangelho escrito por Mateus, capítulo vinte e dois, versículo vinte e um: “dai a Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é de Deus”. E disse ainda no evangelho escrito por Mateus, capítulo seis, versículo vinte e quatro: “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro”.

Então quem somos nós para sair por aí fundando igrejinhas e pedindo dinheiro para o povo para sermos sustentados por eles? Vão trabalhar! Trabalhar de verdade e ser generosos doando seu tempo na evangelização. Eu disse: doando, ou seja, fazendo de graça. De graça recebestes, de graça dai. Jesus disse no evangelho de Mateus capítulo dez, versículo oito: “Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. Recebestes de graça, de graça dai!”. E os apóstolos davam de graça sim tudo aquilo que haviam recebido do Senhor. Isso é ser generoso! É isso que padre Pio está nos falando. Ele nos fala em amor, em doação, mas existem igrejinhas hoje em dia em que para tudo há um preço e se você não tem dinheiro tem que se humilhar indo lá frente próximo ao púlpito, pois o pastor vai orar pra você conseguir o dinheiro necessário para doar para a Igreja. Faça-me o favor!

Quando padre Pio fala em sermos generosos com o Senhor, está falando de amor. De irmos a missa, de amarmos a missa. De participarmos da missa com piedade, com respeito, bem vestidos, sem conversinhas, nos colocando de joelhos diante da eucaristia, comungando de joelhos e na língua, preparando uma liturgia adequada, dentro daquilo que está previsto no missal romano, escolhendo bem as músicas que serão tocadas, lembrando que não cantamos na missa e sim cantamos a missa, de preferência em gregoriano, enfim, ser generoso com o Senhor é amá-lo acima de todas as coisas daqui até a eternidade.

Que assim seja. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *