fundo parallax

O homem é um câncer para o planeta?

Duvidar é o maior insulto à divindade
27 de dezembro de 2017
E01T03 – Monges com vocação para a guerra
2 de janeiro de 2018
 


O homem é um câncer para o planeta?

São Francisco de Assis tinha tanta intimidade com os animais que chegou a ponto de um falcão vir acordá-lo para as horas santas todos os dias. Longe desta figura estereotipada de protetor dos animais, místico-panteísta em que pintam o santo querendo fazer dele um mago da Wicca dançando entre as árvores da floresta e como um curupira que protege as matas, fauna e flora, de invasores, chamam-no de patrono da ecologia, protetor dos animais, mas não entendem que Francisco na verdade amava o Criador e por isso respeitava as criaturas todas e as criaturas todas o veneravam porque foi ele que mais amou o seu Criador.

Os ecologinóides querem tirar Deus da jogada, idolatram a mãe terra como se o homem fosse um câncer que está destruindo o planeta, e assim pregam a diminuição da população, seja através de controle de natalidade, aborto ou casamento gay, para que com menos pessoas na terra, o planeta seja poupado. Era isso que São Francisco defendia? De jeito nenhum! Pelo menos não o Francisco de Assis que eu sigo, o verdadeiro Francisco, pai dos pobres. Talvez o Francisco imaginário, das lendas panteístas, atéias, agnósticas e à toas. Desculpem-me, mas estou cansado dessas coisas, estou cansado de pintarem um falso Francisco com base em ideologias que são totalmente contrárias a fé da Igreja.

Os animais veneram Francisco sim, pois ele foi aquele que mais amou o seu Criador, mas Francisco não venerava os animais, chamava-os de irmãos, pois acreditava que devemos viver em harmonia com toda a criação. Respeitar a natureza, poupá-la sempre que possível e fazer dela um uso responsável, nunca se esquecendo que o homem é a mais importante das criaturas e vem sempre em primeiro lugar.

Que assim seja. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *