fundo parallax

Todas as orações são boas quando acompanhadas de intenções corretas e de boa vontade.

E01T03 – Monges com vocação para a guerra
2 de janeiro de 2018
#PE08 – Demonologia e exorcismos
4 de janeiro de 2018
 


Todas as orações são boas quando acompanhadas de intenções corretas e de boa vontade.

Muitas vezes eu sou questionado por pessoas que querem saber qual a melhor oração para isso ou para aquilo. Qual a melhor oração para afastar espíritos malignos? Qual a melhor oração para quebrar maldição de família? Qual a melhor oração para arrumar emprego? Qual a melhor oração contra o mal olhado, unha encravada, dor de barriga, chulé e etc.? E o pior é que aproveitando-se da ignorância e inocência popular, algumas editoras ditas católicas publicam livros neste sentido. “Orações poderosas volumes 1, 2 3 e 4”. “Orações para todas as ocasiões”. “As mais belas orações” e assim por diante.

A melhor oração é aquela que brota da sinceridade do nosso coração. É conversar com Deus num diálogo franco e aberto. Rasgar o coração. Contar tudo para Ele. Ele que já sabe tudo, mas quer ouvir de você, seus problemas, suas misérias, suas angústias e dificuldades, mas também suas alegrias e vitórias e conquistas do dia a dia.

Padre Pio diz que todas as orações são boas. Mas que devem ser acompanhadas de duas coisas: intenções corretas e boa vontade. Primeiro quero falar sobre intenções corretas. Qual é a sua intenção ao fazer uma oração? Muitas vezes nem nos damos conta de o quão egoístas são as nossas orações. Queremos tudo para nós e pedimos coisas que de forma direta ou indireta são capazes de prejudicar outras pessoas. Será que temos corretas intenções em nossas orações? Quem nunca pediu para ganhar na loteria? Por que será que Deus não atende? Ele é surdo? Ele não ouve nossas orações? Ou Ele ouve e ignora? Você tem um filho de quatro anos e ele pede para brincar com o cortador de grama. Você deixa? Claro que não! Você sabe que ele vai se machucar. Você sabe que aquilo não é o melhor para ele. Ele chora, faz manhã, birra, se joga no chão, incomoda, com o perdão da palavra, “enche o saco” até a gente não aguentar mais, mas nem por isso você muda de idéia. Você continua firme em sua resolução de não deixá-lo brincar com o cortador de grama, pois você o ama. Assim também é Deus.

Às vezes não sabemos pedir. Às vezes pedimos coisas erradas. No filme “O todo poderoso” Jim Carrey ganha de Deus (Morgan Freeman) por alguns dias poderes extraordinários enquanto este tira férias. Claro que Deus não tira férias não é mesmo? Ele não dorme nem cochila, mas a idéia do filme é boa. Quem nunca pensou no que faria se tivesse superpoderes? E Jim Carrey que é um comediante extraordinário, abusa de suas caras e bocas no filme ao brincar de Deus. Gosto muito de uma cena em que ele cansado de ter que ouvir e responder as orações de todas as pessoas, transforma as preces em emails e depois de cansar de responder os emails um por um ele responde sim automaticamente para todos eles. Desta forma todas as pessoas tiveram suas orações atendidas e o caos se instalou. Por que? Porque nem todas as orações são boas. Nem todas as orações são compostas por corretas intenções. Eu citei o exemplo da loteria. No filme todo mundo ganhava na loteria ao mesmo tempo e assim ela pagava uma mixaria, pois tinha que dividir o prêmio com milhares de pessoas que revoltadas atearam fogo nas casas de jogos.

Mas, além das boas intenções, padre Pio nos fala também a respeito da boa vontade. É preciso ter boa vontade. Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade, disse o anjo em Belém. Ter boa vontade é estar disposto a fazer a sua parte ao invés de ficar esperando que tudo caia do céu.

Você reza para conseguir um emprego, mas não envia currículos, não sai de casa todos os dias para procurar emprego, seja no SINE, ou nas agências de emprego, ou ainda de porta em porta nas empresas. E pior, quando te oferecem um emprego, você diz que não é bom e que vai esperar mais um pouco, pois está orando e Deus vai te arrumar coisa melhor.

Você reza para arrumar uma namorada, mas nem os dentes não escova e anda por aí com o desodorante vencido. Você reza para tirar uma boa nota na prova, mas ao invés de estudar passa o fim de semana inteirinho soltando pipa.

Temos que fazer a nossa parte, pois a partir do momento que nossas orações forem repletas de corretas intenções e boa vontade serão consideradas boas orações. Orações que não estão em nenhum livro, mas que certamente agradarão o coração de Deus. Se Ele vai atender, aí não posso garantir, só depende dEle, mas uma coisa podemos ter certeza, atendendo ou não, o que Ele decidir para nós certamente será o melhor.

Que assim seja. Amém.

1 Comentário

  1. marinei correa ignacio disse:

    Deus nos atende quando brota do nosso coracao a verdade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *