fundo parallax

Aquele que procura a vaidade das roupas não conseguirá jamais se revestir com a vida de Jesus Cristo.

E06T03 – Missa não é espetáculo, é calvário
5 de fevereiro de 2018
E07T03 – Precisamos falar das mentiras sobre a legalização do aborto
14 de fevereiro de 2018
 


Aquele que procura a vaidade das roupas não conseguirá jamais se revestir com a vida de Jesus Cristo.

Para que servem as roupas senão para cobrirem nossas vergonhas? Nossos antepassados cientificamente falando-se os hominídeos não usavam roupas e possuíam uma vasta pelagem pelo corpo. Alguns historiadores tentam argumentar que eles passaram a usar roupa por causa do frio, mas sabemos que os pelos também protegem do frio e que na medida em que fomos usando roupas fomos perdendo os pelos, portanto usar roupas simplesmente para se proteger do frio não faz sentido. Se assim fosse, no verão eles andariam nus. Mas se um dia o homem primitivo resolveu tecer roupas foi por uma questão de pudor. O livro do gênesis diz que Adão e Eva depois de pecarem se deram conta de que estavam nus e teceram roupas para se cobrir, pois ficaram envergonhados.

Mas hoje existe a tal da moda e as pessoas parecem que não se vestem mais para esconder o corpo, pelo contrário, fazem isso de uma forma sensual para, entre aspas, valorizar o as curvas, chamar a atenção, ser provocante e despertar a libido no sexo oposto, ou até mesmo em pessoas do mesmo sexo. Nossa Senhora em Fátima advertiu: “Virão umas modas que vão ofender muito a Nosso Senhor. As pessoas que servem a Deus não devem andar com a moda.”

Eu amo o inverno, pois é um período em que as pessoas se vestem melhor. Por causa do frio usam roupas mais modestas, mas de fato as pessoas não são modestas, pois no verão andam seminuas. Aqui em nossa região é muito comum em pleno inverno as meninas saírem de blusa de lã, casacos pesados, mas com shortinho, mostrando muito mais do que deveria. E a falta de bom senso é algo extraordinário, pois não pense que são apenas as meninas novinhas, saradinhas que andam por aí exibindo o corpo não, também as vovozinhas saem nas ruas com roupas ridiculamente curtas e coladas ao corpo. E com essa mesma roupa que vão à praia ou à academia, vão ao shopping, ao cinema, ao fórum da cidade, ao teatro e pasmem, também à missa. E não são apenas os fieis que participam da missa que se vestem mal, mas também os que ajudam com a coleta, acolhida ou leitura. Outro dia a menina que fez as preces estava com uma saia tão curta que só pela misericórdia mesmo. E aquela vez em que a missa atrasou porque a comentarista estava com um micro short jeans e a mãe teve que ir em casa buscar uma calça pra ela, lembra Haimann? E tudo isso porque senão por vaidade?

Minhas alunas não querem usar o uniforme da escola porque ele é feio dizem elas. Elas são vaidosas e por isso querem chamar atenção dos meninos mostrando o corpo. Pena que não compreendem que com a modéstia chamariam atenção para a alma, que é muito mais importante. Tudo é vaidade! E padre Pio diz que aquele que procura a vaidade das roupas não conseguirá jamais se revestir com a vida de Jesus Cristo. Precisamos nos revestir de Jesus Cristo. Como você vai se revestir de Jesus indo de bermuda e chinelo na missa? Indo de shortinho de praia na missa? Indo com decotes onde os seios parecem que a qualquer momento vão pular para fora da blusa? Como? Não é possível! As meninas publicam fotos seminuas na internet e na legenda da foto escrevem: “Tudo posso naquele que me fortalece”, ou “O Senhor é meu pastor, nada me faltara”. Que senhor é esse? Só se for o capeta. Ele sim gosta dessa pouca vergonha, dessa falta de modéstia ao vestir. E eu que vou a missa de terno é que sou esquisito. Minha esposa que vai de vestido longo e véu é que é a esquisita. Esse mundo está mesmo de cabeça para baixo!

Isso sem falar nos padres que largaram as vestes eclesiais para se vestir como as pessoas do mundo. Jeans coladinho, bota e chapéu de cowboy. Gelzinho no cabelo, bermuda e regata. Sendo que o uso da batina nunca foi revogado, continua em pleno vigor. Eu sonho com o dia em que teremos um Papa “bom de briga” como se diz, para acabar com essa pouca vergonha. Freiras que abandonaram o hábito, deixam o cabelo crescer, usam batom e bermuda jeans. Onde isso vai parar? Quando tudo isso vai acabar?

Padres, pelo amor de Deus! Deixem o pecado da vaidade ou da viadagem como queiram e se revistam de Jesus Cristo, pois vocês são representantes de Cristo na terra. Diocesanos abracem a cruz em forma de batina e amem sua cruz. Religiosos façam o mesmo com o hábito de suas congregações ou ordens religiosas. Freiras, cubram a cabeça, vistam o hábito e se revistam de Jesus Cristo, pois aquele que procura a vaidade das roupas não conseguirá jamais se revestir com a vida de Jesus Cristo, diz padre Pio.

Que assim seja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *