fundo parallax

Devemos aprender a elogiar

Não sejamos mesquinhos com Deus, que tanto nos enriquece
9 de abril de 2018
E16T03 – Pornografia: Um novo tipo de droga
16 de abril de 2018
 


Devemos aprender a elogiar

São Francisco certa vez encontrou um clérigo espanhol e este lhe contou os feitos dos frades que viviam na Espanha. Mas não foram fofocas. Não foram coisas ruins que este homem contou para nosso seráfico Pai, pelo contrário, foram elogios aos frades.

Francisco nunca teve a intenção de fundar uma ordem religiosa, ele só fez aquilo que sentia em seu coração que Deus queria dele quando perguntou: “Senhor, o que queres que eu faça? Senhor o que queres de mim?”. Mas o Senhor lhe deu irmãos e a ordem foi crescendo em número e se espalhando pelo mundo. Hoje em dia, não sei porque, é muito comum as pessoas só contarem coisas ruins, dificilmente alguém te procura pra te elogiar ou pra contar alguma coisa boa sobre outras pessoas. E o santo de Deus encheu-se de alegria por ouvir tantas maravilhas a respeito de seus frades na Espanha. Alegria, mas não orgulho, pois levantou-se imediatamente para louvar a Deus como se sua única glória fosse essa de ouvir coisas boas sobre os frades.

É como um pai que ouve alguém elogiar os seus filhos. Infelizmente nós elogiamos pouco os nossos filhos, talvez porque também nunca recebemos nenhum elogio de nossos pais. E quando alguém vem elogiar nossos filhos, ao invés de nos enchermos de alegria e darmos glórias a Deus por termos filhos louváveis, procuramos logo contar os defeitos deles para a pessoa que os elogiou como quem diz:” você não conhece a peça. Se conhecesse não estaria elogiando desse jeito”. É uma forma muito depreciativa de ver as coisas, desvalorizando as pessoas que de fato para nós tem muito valor. É triste quando numa roda de amigas fala-se mal dos maridos ou numa roda de amigos fala-se mal das esposas. Procure elogiar sua esposa para as outras pessoas.

Procure elogiar seu marido. Procure não ser tão negativo em casa, tão perfeccionista, tão exigente. Elogie pequenos esforços da sua esposa, do seu marido, mesmo quando a coisa não saiu assim tão perfeita como você gostaria. Procure elogiar seus filhos para que cresçam sentindo-se queridos, amados e peças importantes na sua família, pois se você só critica, só destrói tudo o que eles tentam construir com tanta dificuldade, eles vão se sentir como um estorvo. Um dia seu filho vai chegar pra você e dizer, pai, mãe, você nunca me amou. E você vai dizer que isso não é verdade, mas de fato você nunca demonstrou. Você achou que amar era comprar coisas, que amar era colocar a comida na mesa, mas não parou para brincar com eles, para passear num lugar bacana, para ouvir suas histórias e proezas por mais que pareçam ridículas. Um dia você vai perceber que seu casamento esfriou e você não vai entender porque, vai pensar que é porque você já não é mais jovem nem bonito como era, porque engordou não sei quantos quilos, quando na verdade foi de tanto perder tempo brigando por coisas sem sentido quando deveria todos os dias dizer: eu te amo, você é muito importante para mim. E elogiar. Elogiar e agradecer a Deus por ter uma família tão linda e abençoada.

Que assim seja.

Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *