fundo parallax

“Deixa o que está na terra; vai em direção ao Céu”

E48T03 – Pergunte e Tretaremos III
26 de novembro de 2018
E49T03 – O Império Romano e a expansão do Cristianismo
3 de dezembro de 2018
 


"Deixa o que está na terra; vai em direção ao Céu" Padre Pio



Deus nos fez para o céu, para a glória, para sermos eternamente felizes em Sua presença juntamente com os anjos e santos. Nesta terra somos estrangeiros, peregrinos, caminhando rumo à Terra Prometida, a Jerusalém Celeste. Portanto, somos como nômades, vivendo em acampamentos. Nossa vida é breve, assemelha-se a um sopro que passa. E passa tão rápido, não é mesmo? Por isso não devemos nos apegar a esta vida, a esta terra, devemos estar sempre prontos para partir, para levantar acampamento. E que a irmã morte não nos surpreenda como um ladrão que chega sem avisar o dia ou a hora e nos pega despreparados. Devemos vigiar e orar, estar já a caminho do Céu. Vivendo uma vida de santidade já aqui nesta terra, com jejuns, penitências, mortificações e a prática da caridade. Confessando-se com frequência e comungando em todas as Santas Missas, oxalá todos os dias.

Por que nos preocupamos tanto com as coisas dessa vida, que é passageira e não damos importância para a vida eterna? Aqui vivemos em média setenta anos, mas e depois disso? Para onde vai nossa alma? Onde queremos passar a eternidade? Nos preocupamos com o que vamos comer, o que vamos vestir, onde vamos morar? Nos preocupamos com o carro, a TV a cabo, a internet, a escola das crianças e rezamos só quando sobra tempo, vamos à missa só quando temos vontade, ou quando não estamos muito cansados. Vivemos egoisticamente e pensamos em acumular, ter, ter, ter. Riquezas, bens materiais. Tudo isso vai passar. Tudo isso vai ficar. Tudo isso será corroído pela ferrugem e comido pela traça. Mas nossa alma é eterna. E o destino de nossa alma é um reflexo das nossas atitudes nesta vida. Se vamos para o céu ou para o inferno depende de quem fomos nesta vida. Por isso padre Pio nos diz para deixarmos o que está na terra e irmos em direção ao Céu. Desapegar. Viver em desprendimento. Ter como se não tivesse. Colocar os bens à serviço de todos e fazer penitência pelos nossos pecados para sermos pela misericórdia de Deus acolhidos no reino dos céus.

Não pense que levando uma vida desregrada, cheia de vícios e pecados entraremos no céu, revestidos da graça de Deus como pregam algumas seitas pseudoevangélicas. Não. No céu só entra santo. E para isso precisamos progredir na vida de santidade. Isso é ir em direção ao céu. Abandonar aos poucos tudo aquilo que nos afasta de Deus e perceber que não existe felicidade verdadeira nesta terra. Que toda glória aqui é vã. Como nós fomos feitos para a glória do Céu, acabamos buscando glória aqui na terra. Queremos fama, sucesso, reconhecimento, dinheiro, mas tudo isso é vanglória, achamos que algo vai nos satisfazer. Mas quando finalmente aprendermos que felicidade é só no reino dos céus, talvez comecemos a dar menos valor para as coisas dessa vida e caminhar em direção às coisas do alto, as coisas do céu, pois é lá que queremos passar a eternidade.

Que assim seja.

Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *