fundo parallax

Francisco de Assis era todo de Maria

E42T03 – A “inquisição” protestante
15 de outubro de 2018
Delicado como era, São Francisco ordenou que esfregassem carne nas paredes
22 de outubro de 2018
 


Francisco de Assis era todo de Maria



Francisco de Assis, nosso angélico pai tinha muitas devoções, mas tinha um amor indizível à Mãe de Jesus. A palavra indizível significa algo que não pode ou não deve ser traduzido em palavras, ou seja intraduzível. Algo que foge ao esperado, ao comum, ou seja, algo extraordinário. De fato não podemos traduzir em palavras o amor que São Francisco tinha por Nossa Senhora. Podemos dizer que muitos séculos antes de São Luís Maria Grignion de Montfort, Francisco de Assis já era “Totus tuus” e sem precisar usar uma correntinha pra ficar se exibindo, ele era escravo de Maria em sua essência. A expressão, do latin, “totus tuus” significa todo teu (todo de Maria). Esta ficou bem conhecida porque foi o lema do pontificado do Papa João Paulo II, agora São João Paulo II. Ele usou estas palavras como lema por causa da sua particular devoção e consagração a Virgem Maria. Porém, a expressão “totus tuus” tem sua origem nos escritos São Luís Maria Grignion de Montfort e significa a consagração total a Virgem Maria. São Luís Maria, em seu Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, usa estes termos como fórmula de renovação da consagração: “Tuus totus ego sum, et omnia mea tua sunt”, que quer dizer: “Eu sou todo teu, e tudo o que é meu te pertence”. O Santo recomenda que se renove a consagração pelo menos uma vez por ano, mas esta pode ser feita também uma vez por mês, mediante uma preparação. Porém, pode até mesmo ser renovada todos os dias por estas breves palavras.

E quanto à nós? Como vemos a Santa Mãe de Deus? Como uma mulher qualquer? Como um mero objeto nas mãos de Deus, de quem Ele se serviu para enviar Seu filho à terra e nada mais? Fazemos como os protestantes que dizem que a missão de Maria foi dar a luz ao filho de Deus e depois disso ela já não servia mais para nada? Ou queremos ser “todo de Maria”, como era São Francisco. Francisco constituiu a Santa Mãe de Deus como advogada da ordem que ele havia criado, portanto não há como ser franciscano sem ser mariano, sem ser todo de Maria, sem ser escravo dela. Quantos franciscanos por esse Brasil afora se venderam ao marxismo, às idéia de Leonardo Boff e Cia Ltda. Que carregam uma bandeira vermelha do comunismo e não rezam nem mesmo o terço. É uma inversão de valores. Nossa Senhora muitas vezes em suas aparições particulares advertiu sobre os perigos do comunismo. Se ela que é a advogada da ordem, é contra o comunismo, por que afinal de contas tem tanto franciscano comunista, meu Pai? Entenderam tudo errado!

Francisco de Assis era modesto e não há como ser todo de Maria e não viver a modéstia. Mas e os frades de hoje? Largaram o hábito franciscano para vestir roupinha da moda, de marca, calça jeans coladinha e gelzinho no cabelo. Pelo amor de Deus! O’ advogada dos pobres, cumpre conosco o teu ofício protetor por todo o tempo que foi predeterminado pelo Pai!

Que assim seja,

Amém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *