fundo parallax

O contrário da humildade é a soberba.

Que Maria sempre enfeite sua alma com as flores e o perfume de novas virtudes.
12 de julho de 2017
E29T02 – Silêncio
18 de julho de 2017
 


O contrário da humildade é a soberba.

Francisco de Assis achava que as ideias de seus companheiros eram mais seguras e que a opinião dos outros era melhor que a dele. Mas não é isso que vemos nas pessoas hoje em dia. As pessoas se enchem de soberba e acham que as ideias dela são melhores do que a opinião dos outros. E aí chegamos num ponto interessante que é quando você não consegue admitir que está errado.

Há muitas pessoas assim. Algumas simplesmente acham que estão certas e vão defender o seu erro até a morte e outras mesmo quando percebem que estão erradas não dão o braço a torcer como se diz e continuam teimando por pura arrogância. E essas pessoas não tem argumentos. Não sabem dialogar sem partir para agressão, sem levantar a voz, sem usar de autoritarismos. Você com toda a caridade do mundo, prova para a pessoa por “A+B” que os argumentos dela são falhos, mas mesmo assim ela não muda de ideia. E fica brava com você, não te olha mais na cara, fica meses sem falar com você apenas remoendo aquela discussão.

Nós seres humanos, homens e mulheres maduros, adultos que somos, podemos muito bem discutir os mais variados temas com as mais variadas pessoas. Podemos discordar nos mais diversos assuntos e no final do debate apertarmos as mãos, nos abraçarmos e continuarmos sendo amigos. Eu tenho grandes amigos com quem tenho grandes discordâncias. E sempre que entramos em determinados assuntos os ânimos se alteram cada um querendo defender as suas teses e enquanto um não consegue convencer o outro, encerramos o assunto momentaneamente e ninguém fica magoado com ninguém. Mas tem gente que de tão arrogante que é, não admite que as pessoas discordem dela. Acha que todo mundo é obrigado a pensar da mesma forma que ela. Acha que todo mundo tem que fazer tudo do jeito dela, do contrário chora feito uma criança mimada. Fecha a cara e fica de mau como dizem as crianças do jardim de infância. “Belém, Belém nunca mais ficar de bem”. Você discordou de mim? Então não vou mais ser seu amigo. Não importa o assunto. Não importa se sou eu que estou certo ou é você, simplesmente você não tem o direito de discordar. Ora, em que mundo nós estamos? Quando vemos as crianças de 5 ou 6 anos fazendo isso entendemos que há todo um processo pelo qual ela ainda vai passar e que a fará entender que não é assim que a vida funciona. Mas, e quando vemos um velho de 60 anos fazer isso, o que devemos fazer? Interná-lo?

Pelo amor de Deus! Desça do pedestal. Saia desta redoma de vidro! Aprenda de uma vez por todas que o mundo não gira em torno de seu próprio umbigo. Deixa de ser babaca! Acorda pra vida. As pessoas não são obrigadas a dizer amém pra tudo o que você diz. Não são obrigadas a concordar com tudo o que você quer. Você não é onipotente, você não é Deus. Aprenda a conversar. Aprenda a respeitar a opinião dos outros, a ouvir os outros, a tentar se colocar no lugar dos outros. Admita seus erros, você não é infalível. Aprenda a negociar, a ceder um pouco de vez em quando ao invés de ser irredutível. Seja mais humilde, aprenda com São Francisco.

E pare de fazer birra, fazer manha, fazer papel de vítima, de coitadinho. Você se esforça para fazer cara feia, franzindo a testa só pra mostrar para as pessoas que você está brabinho. Como você é ridículo, não percebe que as pessoas já se cansaram desse seu jeito e que elas riem da tua cara sempre que você está agindo assim?

Francisco de Assis mesmo quando sabia que estava certo, por suas intuições ou por revelação divina, mesmo assim deixava que os frades fizessem as coisas ao seu modo por respeitar a opinião deles. As vezes nós também, mesmo sabendo que estamos certos devemos deixar que o outro siga o seu caminho e quebre a cara sozinho afogado em sua própria teimosia e arrogância.

Que assim seja. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *