A cobiça é uma idolatria

13

Hoje em dia o que mais se vê são falsos pastores de comunidades eclesiais pseudoevangélicas pedindo dinheiro a rodo não é mesmo? Pra quê eles querem tanto dinheiro? Para onde estão conduzindo seus fiéis? Será que era isso que Jesus queria? Será que foi pra isso que o verbo de Deus se fez carne? Será que esses pseudopastores não percebem que: A cobiça é uma idolatria

O decálogo fala em não desejar as coisas alheias. A cobiça. O texto no livro do Êxodo, capítulo vinte, versículo dezessete diz: “Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.” E São Paulo quando escreve aos Colossenses, no capítulo três, versículo cinco diz que a cobiça é uma idolatria. Não podemos ter inveja das pessoas, não podemos cobiçar nada do que é do outro, pelo contrário, devemos ser gratos por aquilo que Deus nos dá. Nos dias de hoje vemos quanta ingratidão das pessoas para com Deus. Deus nos dá tantas coisas e sempre queremos mais. Nunca estamos satisfeitos.

E a teologia da prosperidade que infestou as igrejas protestantes pentecostais a cada dia mais nos meios de comunicação tem ensinado isso. Como se Deus fosse um escravo que é obrigado a fazer todos os nossos caprichos, atender todos os nossos desejos. Eu levo a oferta na igreja e agora Deus está obrigado a me fazer prosperar, a me dar um carro novo, uma casa maior e etc. como um gênio da lâmpada, que eu esfrego e ele aparece. E ao aparecer ele está em dívida comigo e precisa realizar os meus pedidos, os meus desejos.

É como um despacho de macumba, uma oferenda para um orixá. Você faz a oferenda, no caso, em uma encruzilhada, com farofa, galinha preta, cachaça, charuto e etc. e a divindade é obrigada a atender o teu pedido. Só que agora é mais fácil não é mesmo? Não precisa mais da farofa, da galinha preta, da cachaça e charuto, basta levar o dinheiro pra igreja ou então com alguns pregadores falam na TV, de preferência depositar direto na conta que está aparecendo no seu vídeo. E já colocam três ou quatro contas em bancos diferentes para facilitar a oferenda. E se você está desempregado, não tem problema, pede emprestado pra alguém e doa para a igreja, pois só assim você vai prosperar. Quanta bobagem não é mesmo?

É claro que tudo isso não passa de idolatria. Idolatria ao dinheiro. Cobiça. Se você se contentasse com o que Deus te dá, mas não! Você quer sempre mais. E por isso desafia Deus. Como que o irmão fulano de tal tem e eu não tenho? Eu também sou um crente fiel! Eu também quero! Idolatria! Cobiça! Se a sua vida financeira vai mal meu irmão, minha irmã, diz a teologia da prosperidade, é porque alguma coisa não está bem, você não tem fé. Que absurdo isso! Eu devo ser o homem mais sem fé da face da terra então, pois vivo na pobreza! Fiz uma promessa de viver a pobreza!

E o que dizer então de nosso Seráfico Pai, Francisco de Assis? Ele que tanto amou a pobreza e que dizia ter se casado com ela. Com a senhora dama pobreza. Será que ele era pobre porque não tinha fé?

Francisco ao contrário das pessoas que invejam os bens materiais dos outros invejava a pobreza e sentia-se envergonhado sempre que via alguém mais pobre que ele. Disse Frei Francisco em certa ocasião: “Escolhi a pobreza como minha senhora e toda minha riqueza, e ela está brilhando muito mais nesse homem.” Francisco via Cristo no pobre e toda a glória de Cristo na pobreza e por isso se esforçava a ser o mais pobre de todos. Tomas de Celano profeticamente fala dos pastores da teologia da prosperidade que vemos em nossos dias quando diz: “Por que cobiças rendimentos, ó clérigo de nossos dias? Amanhã, quando só tiveres nas mãos os lucros dos tormentos, ficarás sabendo que rico de verdade foi São Francisco.”

Caríssimo, espelhemo-nos na vida dos santos e vivamos a santa pobreza como Jesus e sua Santíssima Mãe sem nos deixar enganar por qualquer tipo de vã doutrina que sendo disseminada em nossos dias só nos leva a cobiça que é uma idolatria.

Que assim seja.

Amém.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.