parallax background

Ao nome de Jesus se dobra todo joelho

Novena de Pentecostes – 3° dia
2 de junho de 2019
E23T04 – As Religiões e a Transformação da Sociedade
3 de junho de 2019

Jesus, nosso Senhor no Santo Evangelho dá uma ordem aos discípulos: Ide pelo mundo, pregai o evangelho a toda criatura, curai os enfermos, expulsai os demônios, ressuscitai os mortos, batizai em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Francisco de Assis andava de cidade em cidade anunciando a boa nova de Cristo e convidando as pessoas a fazerem penitência pelos seus pecados. Percebemos que em várias situações nosso Seráfico Pai se depara com pessoas com enfermidades e as cura.

No passado a epilepsia foi muitas vezes confundida com possessão demoníaca devido a forma violenta que ela acontece. Quem já presenciou um ataque epilético sabe como a pessoa fica desfigurada, se agita, bate-se contra as coisas, cai no chão e fica tremendo, balbuciando palavras que muitas vezes não são possíveis compreender. Geralmente os músculos ficam contraídos e com isso as mãos se entortam e dão uma aparência realmente bem ruim. Embora na idade média saibamos que muitos epiléticos foram tratados como se estivessem possuídos por demônios, Francisco de Assis sabe bem diferenciar uma coisa da outra. Pois pede a Deus a cura da doença ao pobre irmão traçando sobre ele o sinal da cruz como costumava fazer. Tomás de Celano nos conta que dessa forma o homem ficou imediatamente curado e nunca mais teve os sintomas dessa doença.

Podemos perceber como Francisco trata de forma diferenciada um verdadeiro caso de possessão demoníaca como no exemplo da mulher em San Gemini na diocese de Narni. Chamou os três irmãos que estavam com ele e colocou um em cada ângulo da casa, dizendo-lhes: “Irmãos, oremos ao Senhor por esta mulher, para que Deus a liberte do jugo do demônio, para sua glória e seu louvor.

Perceba caríssimo irmão, caríssima irmã que em nenhum momento São Francisco tem a pretensão de afirmar, como fazem alguns líderes de movimentos religiosos, que ele tinha o poder de expulsar o demônio, mas simplesmente estava fazendo aquilo que o Senhor mandou no evangelho. Por isso ele diz: Oremos para que Deus a liberte do jugo do demônio.

Os irmãos em oração ficaram um em cada canto da casa para impedir que o demônio fugisse e os enganasse. E nosso Angélico Pai ordenou que em nome de Jesus o espírito maligno deixasse a mulher e nunca mais voltasse a atormentá-la. E assim foi feito.

O falecido Pe. Gabriele Amorth, que foi um dos seis exorcistas oficiais do Vaticano e um dos mais experientes exorcistas da atualidade afirma que existem determinadas palavras que o demônio não suporta ouvir e por isso literalmente sai correndo. Diferente do circo que nós vemos na TV armado por determinadas igrejinhas onde é um tal de chama demônio e expulsa demônio que não tem mais fim.

Entre os mais poderosos estão o nome de Maria, de São José, de São Miguel Arcanjo e claro, o nome de Jesus ao qual se dobra todo joelho, seja no céu, na terra ou nos abismos. Estudos recentes também indicam que um nome que tem grande influência sobre o demônio deixando-o muito atormentado é o do Bem-aventurado João Paulo II. E quando os exorcistas perguntaram a um demônio por que ele se irritava tanto ao ouvir o nome do Papa João Paulo II ele respondeu que é por que ele lhes roubou muitos jovens.

Assim também acontece com Francisco de Assis. Quantos jovens no mundo inteiro para a glória de Deus são franciscanos, 800 anos depois da fundação das 3 ordens não é verdade? Quantas almas foram salvas para Cristo nestes oito séculos da ordem francicana? Isso deve deixar o demônio furioso ainda mais que segundo a visão do Frei Pacífico o trono que deveria pertencer a Lúcifer, Deus o deu para Francisco.

Caríssimos, qual o demônio que precisa ser expulso de nossas vidas? O demônio da discórdia, da preguiça, do orgulho, da vaidade, da auto-suficiência, da desobediência, da desonestidade, da luxúria, do ódio, do rancor, da inveja, do egoísmo? Peçamos a Deus que em nome de seu filho Jesus Cristo e pela força do Espírito Santo sejamos libertos de todos os demônios que nos atormentam e que eles nunca mais tornem a nos incomodar.

Que assim seja.

Amém.

Os Cooperadores
Os Cooperadores
Apologética Católica pela Hermenêutica da Continuidade. Apostolado pertencente ao Centro de Estudos São Francisco de Sales, de Itajaí/SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *