Canadá: Vacina para COVID-19 utiliza células de bebês abortados

1.848

(LifeSiteNews. Traduzido por Petter Martins) Um grupo canadense de vigilância de vacinas diz que a aprovação do Canadá de um ensaio clínico em humanos de uma vacina chinesa contra o coronavírus feita a partir de linhas de células de bebês abortados “deve ser uma preocupação” para todos e que levar a vacina ao mercado faça mais mal do que bem. 

O primeiro-ministro pró-aborto Justin Trudeau anunciou no sábado que a Health Canada aprovou a vacina contra o coronavírus Ad5-nCoV para ser usada em ensaios clínicos em humanos. 

Ted Kuntz, presidente da Vaccine Choice Canada (VCC), uma sociedade sem fins lucrativos fundada por famílias que sofreram reações à vacina, disse ao LifeSiteNews que os canadenses devem se preocupar com a segurança da vacina experimental contra o coronavírus.

A decisão da Health Canada de aprovar testes em humanos para uma vacina SARS-CoV-2 deve interessar a todos nós“, disse Kuntz ao LifeSiteNews. 

Ignorar os protocolos de segurança e levar a vacina ao mercado não apenas aumenta o risco de produzir um produto que causará mais danos do que benefícios, como também tem o potencial real de minar severamente a confiança em nossos profissionais de saúde, nossas agências de saúde e em todo o paradigma da vacina.

A candidata a vacina Ad5-nCoV usa a linha celular HEK293, que o LifeSiteNews relatou na semana passada, é feita a partir de células de fetos abortados. A linha de células HEK293 foi desenvolvida e pertence ao Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá (NRC).

Em 12 de maio, o NRC anunciou uma colaboração com a empresa chinesa CanSino Biologics Inc. (CanSinoBIO) para testar e desenvolver o Ad5-nCoV no Canadá. A vacina experimental Ad5-nCoV foi co-desenvolvida pelo Instituto de Biotecnologia de Pequim e CanSinoBIO e já foi usada em testes iniciais com humanos desde meados de março na China. 

Os ensaios clínicos para Ad5-nCoV serão realizados no Canadian Centre for Vaccinology da Dalhousie University, que fica em Halifax. Um total de 600 pessoas será necessário para o teste, de acordo com um relatório da CBC, que será realizado em fases.

O Dr. Scott Halperin, diretor do Centro Canadense de Vacinologia da Universidade Dalhousie, disse à CTV que, devido à escala do coronavírus, sua equipe não espera resultados completos de um estágio para o outro, mas realiza os testes “de uma maneira mais acelerada, sem sacrificar nenhuma segurança”. 

Falando da aprovação da vacina contra o coronavírus no sábado, Trudeau disse que, se os “testes com vacinas” forem bem-sucedidos, a esperança é que “possamos produzí-los e distribuí-los aqui“. 

A pesquisa e o desenvolvimento levam tempo e devem ser feitos corretamente. Mas essas são notícias encorajadoras“, disse Trudeau em entrevista coletiva no sábado. 

Kuntz disse à LifeSiteNews em abril que qualquer tipo de vacinação forçada é “moralmente repugnante” e inconstitucional em reação a Trudeau, dizendo que precisava de tempo para “refletir” sobre a possibilidade de tornar obrigatória a vacina contra o coronavírus no Canadá.

Alan Moy, MD, fundador e diretor científico do John Paul II Medical Research Institute e CEO da Cellular Engineering Technologies, confirmou ao LifeSiteNews na semana passada que o Ad5-nCoV foi realmente desenvolvido a partir de uma linha celular de fetos abortados.

Como está usando um vetor com defeito na replicação de adenovírus, está usando o HEK293. O HEK293 é uma linha celular de fetos abortados”, disse o Dr. Moy ao LifeSiteNews.

Moy também disse à LifeSiteNews que a vacina Ad5-nCoV que está sendo promovida pelo governo canadense em colaboração com a China pode não ser muito eficaz, porque há uma “alta incidência de imunidade contra o Ad5“. 

A aprovação do Health Canada foi o último obstáculo necessário para preparar o Ad5-nCoV para uso em ensaios clínicos com humanos. O Ad5-nCoV é a primeira vacina de coronavírus da fase 2 do mundo, aprovada para ser usada com segurança em testes em humanos.

Halperin disse no relatório da CBC que os testes da Fase 1 serão realizados em 100 candidatos na faixa etária de 18 a 55 anos, com a Fase 2 expandida para 500 participantes na faixa etária de 18 a 85 anos. 

A fase 3 seria o estágio para ver “se a vacina funciona“, disse Halperin no relatório da CBC, e poderia chegar “tão cedo quanto” no final do verão ou no outono. 

Halperin disse no relatório da CBC que a Health Canada poderia potencialmente aprovar uma “liberação de emergência” de uma potencial vacina contra o coronavírus, mesmo antes da conclusão da Fase 3. O relatório da CBC disse que Halperin observou que “estão ocorrendo algumas conversas” sobre como isso pode ser realizado. 

O NRC disse em seu comunicado de imprensa que espera que sua colaboração com o CanSinoBIO o ajude a “avançar um processo de produção em escala para o candidato a vacina, usando sua linha de células proprietárias HEK293“.

A colaboração do Canadá com a China para testar o Ad5-nCoV ocorre apesar das evidências de que a China é o marco zero para o coronavírus. O Wuhan Institute of Virology é o único laboratório de biossegurança de nível quatro da China. Há especulações de que o coronavírus de alguma forma escapou de suas portas.

Em abril, foi relatado que Trudeau doou quase US$1 milhão em dinheiro dos contribuintes para ajudar a financiar “pesquisas” para as novas ferramentas de “rastreamento e diagnóstico” do COVID-19 no laboratório chinês onde se suspeita que o vírus tenha se originado.

No passado, Trudeau falou abertamente sobre sua admiração pela China. Ele elogiou a famosa “ditadura básica” da China enquanto falava em um evento de arrecadação de fundos do Partido Liberal em 2013, depois que um repórter perguntou a ele qual país, além do Canadá, ele mais admira.

A chefe de saúde pública do Canadá, Dra. Theresa Tam, que foi chamada por sua resposta à epidemia de coronavírus, tem vínculos diretos com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Ela é uma das sete pessoas que se sentam no Comitê Independente de Supervisão e Assessoria (IOAC) para o Programa de Emergências de Saúde da OMS. 

Apesar disso, o governo de Trudeau tem apoiado a OMS, independentemente de evidências de que seja fortemente influenciado pelo regime chinês.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.