EUA: Trump nega fundos do coronavírus para Planned Parenthood

236

(LifeNews. Traduzido por Petter Martins) A administração Trump agiu para garantir que nenhum dinheiro do novo Programa de Proteção ao Pagamento, criado para ajudar pequenas empresas agredidas pelo COVID-19, seja destinado à Planned Parenthood.

“O presidente Trump está comprometido em garantir que o dinheiro do Paycheck Protection Program seja usado para salvar empregos em pequenas empresas, não colocando o governo a financiar negócios que promovem o aborto”, disse uma autoridade do governo ao The Daily Signal.

Embora nem todos os americanos compartilhem as crenças pró-vida do presidente Trump, há amplo apoio bipartidário à idéia de que os contribuintes americanos não deveriam ter que financiar o aborto“, disse a autoridade na quarta-feira à noite.

O Paycheck Protection Program, projetado para apoiar pequenas empresas que tiveram que fechar ou foram afetadas pela pandemia de coronavírus, permite que empresas com menos de 500 funcionários sejam perdoadas de um empréstimo do governo se não demitirem seus funcionários. Os empregadores ainda precisam pagar os juros dos empréstimos, supervisionados pela Small Business Administration.

O fundo inicial de US$ 350 bilhões do programa, estabelecido na legislação aprovada em 30 de março pela Câmara, foi esgotado em 16 de abril. O programa recebeu US$ 320 bilhões em novos fundos em um projeto de lei aprovado quinta-feira pela Câmara e assinado na sexta-feira por Trump.

Um alto funcionário do governo disse ao The Daily Signal que a missão da Small Business Association já exclui grandes empresas como a Planned Parenthood, a maior provedora de aborto no país.

“O SB na SBA é para ‘pequenas empresas’, então a SBA tem regulamentos chamados ‘regras de afiliação’ para definir quando pequenos empregadores podem ser afiliados a uma organização-mãe a ponto de serem considerados um grande empregador”, disse o funcionário, acrescentando que:

Embora cada afiliada da Planned Parenthood tenha menos de 500 funcionários, em todo o país, possui mais de 16.000 funcionários. Portanto, ao aplicar as regras de afiliação da PPP de maneira neutra, fica claro que a Planned Parenthood é um grande empregador e não é elegível ao dinheiro da PPP.

Até agora, mais de 1,6 milhão de empresas receberam empréstimos perdoáveis ​​do Paycheck Protection Program, com Trump dizendo que a SBA processou mais empréstimos em 14 dias do que nos 14 anos anteriores.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.