parallax background

Novena de Natal – 2° dia

17 de dezembro de 2018
Novena de Natal – 1° dia
16 de dezembro de 2018
Como Francisco voltou de Roma para o vale de Espoleto
17 de dezembro de 2018

Novena de Natal – 2° dia

APERTE NO PLAY ACIMA PARA OUVIR A NOVENA

Estamos no advento, tempo de preparação para a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo.
E nós, Cooperadores da Verdade queremos te convidar para rezar junto conosco a novena de natal.

Estamos reunidos em nome do pai, do filho e do espirito santo. Amém.

Segundo Dia:

Maria, Virgem Grávida, Mulher de Deus, Virgem do ‘sim’ fecundo, tu que fecundaste ao Verbo de Deus e O levaste em teu seio durante nove meses, sentindo-O palpitar e crescer dentro de ti, experimentando Sua presença e sendo transformada por Ele. Nestes dias que antecedem o nascimento de Teu Filho, nós queremos acompanhar-te; queremos estar contigo para aprender de ti a levar Deus no coração e deixarmo-nos transformar por Sua presença.
Maria, Virgem Grávida, te pedimos que ao acompanhar-te, sejas Tu quem interceda por cada um de nós, para que possamos celebrar o Natal cheios da presença de teu Filho em nossa vida. Maria, Virgem Mãe, mulher da espera confiada, pede por nós, para que, neste Natal, todos possamos ficar mais perto de seu Filho e, assim, sermos capazes de recomeçar, de perdoar e sermos perdoados, de voltar a amar, e sermos curados interiormente para celebrar e viver a vida de Deus em nós.
Maria, Virgem do ‘sim’ e da realização, Virgem Mãe do silêncio eloquente, ajuda-nos a celebrar este Natal, tendo seu Filho como centro de nossa vida. Maria, pede por nós agora e sempre.

Que assim seja. Amém.

Oremos a Nosso Senhor: Senhor Jesus, Mateus Te coloca no coração de toda a revelação, situa-Te no contexto das grandes promessas que cruzam todo o Antigo Testamento. Por um lado, o fato de chamar-Te de Filho de Davi, para demonstrar que, em Ti, cumpria-se todas as promessas que o Pai havia feito a Davi, como portador da promessa messiânica, por isso, lhe chama de Jesus Cristo (cf. Mt 1,1) e, depois, diz também, Te chamaram de Cristo (cf. Mt 1,16) e, além disso, chamaram-Te de Filho de Abraão (cf. Mt 1,1), colocando-Te no contexto das promessas que haviam feito a Abraão, de ser pai de um povo numeroso como as estrelas do céu e como a areia do mar. Senhor, obrigado por seres quem És. Obrigado por incluir cada um de nós nesta dinâmica da revelação de Deus. Obrigado por nos permitir ter fé e, assim, conhecer-Te, aprender a arte de viver de acordo com o projeto do Pai e ter a vida que Tu nos dá. Obrigado, Senhor.
Senhor Jesus, Tu que foste descendente de Davi por medo de José, em Ti o Pai realizou toda a expectativa messiânica e, com isso, foste Tu o nosso Salvador e Redentor. Hoje, quando nos preparamos para celebrarmos o Teu nascimento, pedimos que nos ajudes a valorizar o que significa o Teu nascimento; a darmos conta do amor do Pai ao enviar-Te para dar-nos a vida. Senhor, que durante estes dias antes do Natal, possamos conhecer-Te mais, que cada vez nos aprofundemos mais e mais no amor que Tu tens por nós.

Que assim seja. Amém

Oremos a Nossa Senhora: Maria, Mãe minha, nestes dias que estamos buscando entrar no clima da Natal, Te pedimos ajuda para que Tu intercedas por nós, para que, ao celebrar o nascimento de Teu Filho, nosso Senhor, cada um de nós nos se sensibilize mais e mais do amor do Pai por nós, da importância do que fez Jesus, dignificando nossa vida com a Tua. Intercede por nós, para que, neste Natal, nos aproximemos mais do Teu Filho.

Que assim seja. Amém

Pai- Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai…

Oremos: Menino Jesus, Tu és descendente de Davi, de Abraão, o Filho de Maria Virgem; Tu tens assumido a nossa história, formando parte dela. Tu, na plenitude dos tempos, quiseste nascer de uma mulher e ser um de nós, para nos demonstrar o grande e lindo valor que é ter uma Mãe, uma família, pessoas do mesmo sangue, com quem partilhar a vida, sendo queridos e apoiados, crescendo como pessoas para termos sentimentos de unidade, carinho e afeto, de solidariedade e compreensão, imitando a Tua família.
Menino Jesus, Tu que tiveste uma família, abençoa a nossa e faz que, nela, os pais tenham sentimentos de entrega de amor e carinho; de interesse e sensibilidade; que se queiram e vivam um para o outro e que os filhos sintam em todo momento o amor que Tu nos tem por meio do amor dos pais. Menino Jesus, abençoa cada família e encha-as de amor e ternura, como o tiveste Tu de tua Mãe e de São José.

Que assim seja, Amém.

E continuamos reunidos em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Os Cooperadores
Os Cooperadores
Apologética Católica pela Hermenêutica da Continuidade. Apostolado pertencente ao Centro de Estudos São Francisco de Sales, de Itajaí/SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *