parallax background

Os segredos de Deus se mantém no coração.

26 de fevereiro de 2017
E03T02 – A fé sem obras é morta
25 de fevereiro de 2017
De que lado nós estamos?
26 de fevereiro de 2017

Os segredos de Deus se mantém no coração

Certa vez, passeava pela praia, Santo Agostinho de Hipona, grande teólogo e doutor da Igreja, completamente compenetrado, pediu a Deus luz para que pudesse desvendar o enigma da Santíssima Trindade. Até que deparou-se com uma criança brincando na areia. Fazia ela um trajeto curto, mas repetitivo. Corria com uma concha na mão até um pequeno buraco feito na areia, e ali despejava a água do mar; sucessivamente voltava, enchia a concha e o despejava novamente. Curioso, perguntou à criança o que ela pretendia fazer. A criança lhe disse que queria colocar toda a água do mar dentro daquele buraquinho. No que o Santo lhe explicou ser impossível realizar o intento. Aí a criança lhe disse: “É muito mais fácil o oceano todo ser transferido para este buraco, do que compreender-se o mistério da Santíssima Trindade”. E a criança, que era um anjo, desapareceu…

Os segredos de Deus se mantém no coração, diz padre Pio. Muitos são os mistérios da cristandade. O Orlando citou o mistério da Santíssima trindade, mas tudo na vida de Cristo é mistério. Desde a sua concepção até a sua paixão. Tudo é mistério. Um Deus que se fez homem. Que nasceu do seio de uma virgem. Que sofreu por amor de nós e por amor de nós morreu numa cruz. Que foi sepultado, mas ressuscitou ao terceiro dia e subiu aos céus. Também poderíamos citar aqui o mistério da assunção da virgem Maria e tantos outros. Não adianta ficarmos tentando encontrar uma explicação científica. Não adianta quebrarmos a cabeça tentando decifrar os segredos de Deus. Mistério é mistério. Deus revelou muitas coisas à humanidade e o fez através de seu Filho Jesus. Tudo o que Deus tinha para nos revelar, revelou através do Cristo. A revelação está completa. Não haverá nenhuma outra. E tudo aquilo que Ele não revelou, não o fez, porque não quis. Então não cabe a nós queremos saber. Algumas coisas foram reveladas porque era necessário que soubéssemos aqui nesta vida, nesta terra, mas há outras que saberemos somente no céu.

Pra que maior mistério do que o pão que se transforma no corpo de Nosso Senhor e o vinho que se transforma em Seu sangue? E todos os milagres eucarísticos comprovados cientificamente? E as chagas de São Francisco de Assis que doíam e sangravam dia e noite, nas mãos, nos pés e no lado? Quantos mistérios!

A Santíssima trindade, por exemplo, que matemática doida é essa? Como um só Deus pode ser ao mesmo tempo três? Três pessoas distintas, mas de mesma natureza. O Pai não é o Filho. O Filho não é o Espírito Santo. O Espírito Santo não é o Pai. Mas os três são um único Deus. Não três deuses, mas um único Deus. É mistério. Este e outros mistérios fazem parte dos segredos de Deus e vão permanecer no coração de Deus até os fins dos tempos. E quando será o fim dos tempos? Outro mistério. No evangelho, Jesus diz em certa ocasião: “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Sou eu!’ e ainda: ‘O tempo está próximo’. Não sigais essa gente! Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não fiqueis apavorados. É preciso que estas coisas aconteçam primeiro, mas não será logo o fim”. E noutra ocasião Jesus diz: “Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos no céu, nem o Filho, senão somente o Pai”.

Da mesma forma que o fim dos tempos, há muitas outras coisas que só o Pai sabe. Se nem os anjos e nem o Filho sabe, quem somos nós para querer saber? E se não conseguimos compreender nem as coisas que o Pai quis nos revelar criando múltiplas interpretações contraditórias que geraram divisões, cismas e heresias na Igreja de Cristo ao longo dos séculos, quanto mais, imagine a nossa incapacidade de compreender os segredos que Deus mantém no coração dEle.

Mas não nos preocupemos com isso. Pois, um dia, nos céus, tudo nos será revelado. Hoje vemos como num espelho, disse São Paulo, mas um dia contemplaremos a Deus face a face e não há mistério que não nos será revelado.

Que assim seja. Amém.

Os Cooperadores
Os Cooperadores
Apologética Católica pela Hermenêutica da Continuidade. Apostolado pertencente ao Centro de Estudos São Francisco de Sales, de Itajaí/SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *