Sigamos o caminho que conduz a Deus.

6

Jesus disse no evangelho: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vai ao Pai senão por mim”. Portanto, não existem vários caminhos. Existe apenas um caminho. O caminho. E este caminho é Jesus. E padre Pio nos diz: “Sigamos O caminho, O único caminho, que conduz a Deus. O que muitas vezes nos esquecemos é que Jesus é Deus. Jesus é o caminho que nos conduz ao Pai. Mas qual o caminho que nos conduz a Jesus? Existem milhares de igrejinhas pseudo-evangélicas espalhadas por aí. Será que todas elas nos conduzem à Jesus? Se assim fosse, não seria apenas um caminho, mas diversos caminhos e cada um com suas doutrinas, com seus dogmas, com seus ensinamentos, com suas teologias malucas, como a teologia da prosperidade, a teologia liberal, e assim por diante.

Já dizia um antigo ditado: “Todos os caminhos levam a Roma”. É necessário entendermos que existe uma única Igreja de Cristo. Uma única Igreja fundada por Nosso Senhor. E fora dela não há salvação. A salvação subsiste na Igreja Católica Apostólica Romana. E ela é o único caminho que nos leva à Cristo, pois ela é verdadeiramente o Corpo de Cristo. Todas essas igrejinhas tem única e exclusivamente a função de fazer a pessoa voltar para o seio da Igreja Mãe, a Igreja Católica. Se ela não cumpre essa função é porque de tão desligado que o ramo está da árvore, ele já secou e agora só serve para ser queimado.

Jesus disse: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja”. E não as minhas igrejinhas. É uma única Igreja de Cristo. Jesus disse eu sou a cabeça e vós sois os membros. E disse também, eu sou a videira verdadeira, vós sois os ramos. Se Jesus é o único caminho que nos leva ao Pai, e Ele é, então precisamos estar ligados como ramos na videira, precisamos ser membros do mesmo corpo que é a Igreja, cuja cabeça é o próprio Cristo. Uma vez separados do corpo, estamos sem Cristo. Quem não ajunta comigo, disse o Senhor, espalha. Quando os revolucionários do século XVI, pseudos-reformadores, abandonaram o Corpo de Cristo, como ovelhas desgarradas, para assim fundarem as suas próprias igrejas, (como se tivessem autoridade pra isso, não é mesmo? ), pois o único com autoridade para fundar uma Igreja foi o próprio Cristo, (mas Ele é Deus), eles acharam que estavam fazendo algo de bom, mas na verdade, por não ajuntarem com a única Igreja fundada por Cristo, espalharam. Na verdade quantas almas inocentes foram roubadas de Cristo e privadas da salvação por se deixarem levar por vãs doutrinas de homens que se acharam maiores do que o próprio Cristo?

Voltemos para o seio da Igreja! Una, Santa, Católica e Apostólica, pois ela através do seu magistério e do Santo Padre, o sucessor de Pedro, pode nos levar a uma vida arraigada no Cristo Cabeça da Igreja. E Ele é o único caminho que nos leva ao Pai.

Que assim seja. Amém.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.