Cartas recém-lançadas mostram o papel do Cardeal Newman como pastor e evangelista

43

(Catholic Herald. Traduzido por Gabriel Gomes) O material “escondido por mais de um século” inclui cartas dos primeiros-ministros Benjamin Disraeli and William Gladstone.

Foram lançados antecipadamente à sua canonização, que ocorrerá à 13 de outubro, milhares de documentos relacionados ao inglês cardeal convertido do século 19, Beato John Henry Newman, que, segundo especialistas eclesiais, destacam o seu papel como pastor e evangelista.

Apesar de já existirem 32 de volumes anotados com as cartas do cardeal, o novo material inclui cartas e correspondências enviadas ao futuro santo.

Até agora, nós tínhamos somente metade das suas correspondências, contendo apensas fragmentos de cartas que ele recebeu, então isso trará uma grande ampliação… do entendimento dos problemas complexos com os quais ele lidava

O Pe. Ignatius Harrison, reitor do “Birmingham Oratory”, disse que o Cardeal Newman “não era somente um erudito filósofo – ele era primariamente um sacerdote e profeta, que previu as dificuldades que o Cristianismo enfrentaria em um mundo secularizado.”

O Pe. Harrison disse que “Ele não foi amado em vida porque todos leram suas obras-primas acadêmicas, mas sim pela doçura pastoral para com os pobres e doentes, como essas coleções ilustram graficamente.” 

As primeiras folhas das 250.000 cartas e fotografias preservadas no oratório foram publicadas pela primeira vez, sob um programa de digitalização coorganizadopelo National Institute for Newman Studies in Pittsburgh (NINS).

Em uma declaração em seu website, o NINS disse que sua nova plataforma, online e interativa lançada à meados de agosto, incluiria ensaios e manuscritos que não foram vistos até hoje, assim como cartas rascunhadas, listas de orações, cadernos de anotações e álbuns de fotografias, totalizando mais de 40 terabytes. 

Declarou ainda que a database, incluindo material do oratório “escondido por mais de um século”, conterá cartas para o futuro santo, enviadas desde pessoas normais até figuras chave do século 19, como os Primeiros-Ministros Britânicos Benjamin Disraeli and William Gladstone, e os Cardeais Nicholas Wiseman e Henry Edward Manning.

Além disso, NINS disse que “revolucionando o modo como os acadêmicos podem ter acesso e estudar Newman”, a coleção “permitiria que uma maior audiência entendesse e apreciasse o Cardeal Newman e suas obras em um nível mais íntimo.”

Shrimpton disse que a o programa de digitalização encorajará os Católicos a pedirem a intercessão do novo a partir da ilustração do se serviço pastoral entre “trabalhadores, serviçais e pessoas humildes”.

O Pe. Harrison disse que alguns nutriram a esperança de que a abertura do arquivo destacaria a “busca pela santidade” em toda a vida do Cardeal Newman e prepararia o terreno para declararem-no como doutor da Igreja, após sua canonização.

Newman foi mal compreendido durante toda a sua vida, mas eu penso que agora a sua hora chegou e ele emergirá nos anos vindouros como um grande santo.

Padre Harrison disse que a iminente canonização gerou uma “enorme onda de interesse”, acompanhada de pedidos de relíquias e mementos de devotos do mundo todo.

Ele adicionou que um santuário em honra ao Cardeal, que foi beatificado pelo Papa Bento XVI em setembro de 2010, está em processo de restauração, onde um museu dos seus feitos pessoais abriria no último inverno.

John Henry Newman foi criado na igreja da Inglaterra, graduou-se e deu aulas na Oxford University e serviu como vigário na St Mary’s Anglican Church.

Foi um dos líderes do Oxford Movementque buscava reviver as crenças e rituais da igreja da Inglaterra pré-Reforma. Ele converteu-se ao catolicismo em 1845 e foi nomeado Cardeal pelo Papa Leão XIII em 1879.

Além do oratório, o Cardeal Newman ajudou a fundar uma universidade católica na Irlanda – University College Dublin – e teve grande influência no reavivamento do Catolicismo na Inglaterra, após três séculos de repressões e restrições.

Ele escreveu poemas, hinos e romances, enquanto suas maiores obras sobre história da Igreja, eclesiologia, os direitos da consciência e o papel dos leigos são consideradas uma antecipação do Concílio Vaticano II.


Conheça algumas obras do Cardeal Newman.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.