Conheça, ame, viva e defenda a Fé Católica

Por que preparar-se para a Quaresma?

283

Imagine que você está preparando-se para uma grande viagem, mas não uma viagem simples ou confortável. Na verdade, a viagem que está prestes a fazer é tudo, menos confortável; ela será dura, penosa e cansativa: você viajará através de um deserto. Imagine ainda que você é um soldado, preparando-se para uma batalha. Essa batalha também não será fácil; o inimigo é poderoso, mais forte do que você. 

Em ambas as situações, uma coisa fica clara: você precisa se preparar. Pois se não houver preparação, não haverá possibilidade de que consiga atravessar o deserto ou vencer a batalha. Imagine só: você, sem preparação alguma; sem mantimentos; sem instrumentos que te guiem; tendo que enfrentar um deserto, com seu calor assolador durante o dia e suas noites gélidas. Ou ainda: um soldado que, em pleno século XXI, armou-se somente de uma espada e escudo para enfrentar o exército inimigo; exército esse que está munido de granadas, rifles e outros armamentos avançados. A única coisa que podemos esperar disso tudo é que você morra. 

Pois bem, na nossa vida de católicos há um período especial que é deserto e batalha: a Quaresma. Nela, seguindo os passos de Nosso Senhor, rumamos ao deserto e nos preparamos e esperamos pela Paixão. Nesse deserto não enfrentaremos só o calor, o frio, a sede e a fome; nele, também batalharemos. E essa batalha tem dois frontes: o primeiro deles é contra Satanás e suas insídias e ciladas; o segundo é contra nós mesmos, nossa carne, nossas paixões desordenadas, nossos desejos… 

Ora, se precisamos de preparação para enfrentarmos um deserto ou lutarmos uma batalha, tanto mais precisamos nos preparar para a Quaresma. Mas, infelizmente, pouco ouvimos falar sobre essa necessidade real. Na Forma Extraordinária do Rito Romano, temos o tempo da Septuagésima, que compreende os três domingos que antecedem a Quarta-Feira de Cinzas – quando inicia-se a Quaresma -; ou seja, a preparação para o tempo quaresmal não é algo que este miserável que vos escreve está inventando, mas uma realidade presente na tradição da Igreja. Apesar de não termos o tempo da Septuagésima na Forma Ordinária do Rito Romano, nada impede que vivamos as três semanas que antecedem o início da Quaresma de maneira preparativa, para melhor adentrarmos no espírito de penitência, renúncia e, principalmente, conversão. 

A Quaresma é um tempo oportuno de mudança de vida, um verdadeiro presente que Deus nos concede através da Igreja e sua Liturgia. Não podemos deixar para pensar no que precisamos melhorar; o que faremos como penitência e como está nosso processo de conversão, na Quarta-Feira de Cinzas ou, pior ainda, no primeira dia da Quaresma. Se o fizermos, seríamos como o viajante que pensa no que irá fazer já dentro do deserto, quando não pode mais voltar; ou aquele soldado que percebeu precisar de armas mais modernas depois de ouvir o primeiro disparo. Não façamos isso, meus irmãos, preparemo-nos. Essa Quaresma pode ser a melhor de nossas vidas, deve ser a melhor! Devemos atravessar o deserto e vencer a batalha. No fim do deserto encontraremos as águas que nos levarão ao manancial da Salvação. Com o fim da batalha, estando vencidos o demônio e nosso velhos homens, já não seremos nós mesmos, mas outros Cristos. 


Retiro para a Quaresma

Para lhe ajudar a se preparar para este deserto e esta batalha que a Milícia de Santa Maria preparou o 1º Retiro para a Quaresma 2021.

Serão 09 Palestrantes e 13 Palestras entre 12 e 16 de Fevereiro. Confira a Programação:

  • Apresentação: Quaresma como Símbolo da Vida Espiritual, Pe. Jailson José dos Santos
  • Necessidade da Vida Ascética, Frei Claudiano de Aragão Lima, OCD
  • As Virtudes, Frei Mendes Junior, OFM
  • A Virtude da Prudência, Frei Berg, OFM
  • A Virtude da Fortaleza, Michel Pagiossi
  • A Virtude da Justiça, Pe. Francisco Lopes de Souza
  • A Virtude Temperança, Pe. Francisco Lopes de Souza
  • As Virtudes Teologais, Frei Ícaro, OFM
  • A Necessidade da Oração Mental, Frei Marcelo Aquino, OC
  • O Santo Rosário, Frei Marcelo Aquino, OC
  • A Mortificação, Frei Berg OFM
  • A Vida do Cristão como Luta, Michel Pagiossi
  • A Vida Familiar como Santificação D. Adair José Guimarães

Além das palestras você terá também um guia digital com as orações e meditações para fazer nos dias do retiro. FAÇA A INSCRIÇÃO AQUI.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.